Amor e finanças, uma fórmula para o sucesso da editora!

By 4 de março de 2020 Blog

Amor e finanças, uma fórmula para o sucesso da editora!

Fazer contas não significa afogar o sonho de editor nenhum. Ao contrário, avisa muito seriamente o divertido André Castro: é sobre realizar o sonho.

Sabia que tem editora que quebra no azul? Pois esse é um dos alertas que habitam as conversas de André Castro, sócio e diretor acadêmico da LabPub, professor em cursos como a PÓS-GRADUAÇÃO EM PRODUÇÃO EDITORIAL, o MBA BOOK PUBLISHING, GESTÃO FINANCEIRA PARA EDITORAS, entre outros. Fazer direito tanto o planejamento quanto a gestão das contas de sua editora é coisa de apaixonados, e não necessariamente pelo dinheiro. Leia esta verdadeira declaração de amor pelo livro e entenda:

“Nenhum negócio se sustenta sem retorno financeiro. Ah, não tenho a editora pra ganhar dinheiro, amo fazer livros. Tudo bem, mas realizar seus sonhos e paixões tem um custo. Se você tem o sonho de ter uma editora, tem que garantir a sustentabilidade dela. Ela tem que dar lucro. Você pode até não retirar um real que seja, mas tem que ter a capacidade de reinvestimento. Aí é que está a independência do negócio, que tem que gerar lucro por si só. Muita gente trabalha em editora por ideologia, paixão. Mas as coisas não são dissociadas. Tá tudo junto. Se for um negócio que não tem paixão, quando dá errado, você fecha e tudo bem.  Se tem, fechar um negocio que você ama é muito duro. É até mais importante garantir a sustentabilidade de coisas pelas quais você é apaixonado.”

Sobre “quebrar no azul”

A analogia de estar voando e os motores pararem de repente não é tão distante assim. Voar é uma delícia, né? Mas, cair… Quebrar ou não no azul, antes mesmo que os prejuízos avermelhem tudo em seu redor,  tem a ver com a atenção sobre capital de giro da empresa, por exemplo. Nos cursos do André Castro ele mostra em detalhes como funciona. Mas dá para adiantar que é coisa séria entender esse funcionamento. Capital de giro é questão fundamental para qualquer editora, grande ou pequena. Esse é o termo que designa o dinheiro necessário para adiantamento de direito autoral, produção dos livros e para segurar as contas, contando que entre a venda e o pagamento sobre livros vendidos há prazos para os clientes, o famoso “contas a receber”.

“Quando uma editora antiga desequilibra o caixa? Quando começa a aumentar o capital de giro e não percebe. Sai mais dinheiro do que entra. Aí pega empréstimo, pega mais dinheiro de sócio”, ou seja, se complica.

Sobre os cursos

“Agora estruturei o curso da seguinte forma: separei em três módulos – introdutório, intermediário e avançado. No introdutório passo as coisas mais essenciais,  que uma pessoa que trabalha em editora tem que saber. Não é só para o dono, mas para quem trabalha em editora. Preço de capa, ponto de equilíbrio, retorno do livro, limite pra investir em cada livro, para investir em lançamentos. Para quem não quer criar uma editora o introdutório basta. Se quer ser gerente, por exemplo, precisa saber sobre o custo do dinheiro no tempo, saber calcular o valor da editora, aí tem o intermediário. No avançado,  passo conceitos de contabilidade, balanço, demonstração de fluxo de caixa e gerenciamento. Não é simples, precisa de uma construção de conhecimento para fazer isso. Mas é necessário. Se vai tocar uma editora, tem que fazer os três módulos. Mesmo se a editora for pequena. Alguém pergunta: tenho uma editora pequena, ‘preciso saber o mesmo de finanças que o diretor de uma multinacional?’, sim, precisa. Os conceitos são os mesmos, muda a quantidade de zeros, entre outras complicações, mas os conceitos básicos são os mesmos”.

O diferencial nesse curso, em relação a quem faria um curso de finanças em qualquer outro lugar é a experiência de André Castro no meio editorial. Então os exemplos que ele dá no curso são sempre do mercado de livros, em que atua desde 1994, tendo passado por grandes casas editoriais e ainda hoje fazendo consultoria, aplicando seu MBA em Finanças… por amor aos livros.

Posts recentes

1 de abril de 2020 in Blog

Um fantasma para chamar de meu

Um fantasma para chamar de meu Quase 250 pessoas participaram da enquete sobre ghostwriters e quem ganhou a bolsa para o curso que tem início dia 16 de abril foi…
Read More
1 de abril de 2020 in Blog

Crocodilo, de Javier Arancibia Contreras

Crocodilo, de Javier Arancibia Contreras Reavaliar o estar no mundo. Se isso já ocorre a muitos de nós normalmente, nesse momento parece mais urgente. É uma das características desse premiado…
Read More
1 de abril de 2020 in Blog

Venha tomar um café com a gente!

Venha tomar um café com a gente! As editoras Oficina Raquel e Jaguatirica oferecem entre os dias 6 e 10 de abril o Café das Mulheres, com papos entre empreendedoras…
Read More

Nossos cursos

22 de março de 2020 in Cursos

Academia de autores

O curso Academia de Autores tem o objetivo de capacitar autores a formar uma trajetória sólida na produção de conteúdo editorial, conhecendo toda a cadeia do livro e as possibilidades de desenvolvimento…
Read More
22 de março de 2020 in Cursos

Fundamentos de Roteiro e Narrativa: Como criar histórias para filmes

Com o objetivo de apresentar esse mundo da direção de cinema e da elaboração de roteiros e da narração de boas histórias, criamos o curso Fundamentos de roteiro e narrativa: como…
Read More
22 de março de 2020 in Cursos

Formação de Publisher – Avançado e completo | Turma 7

O curso traz todas as etapas da edição de um livro e de como gerenciar uma editora, com profundidade suficiente para tornar-se um Publisher. Gestão editorial, digital, marketing, vendas e…
Read More