Teoria Queer: a construção dos gêneros

By 5 de outubro de 2020 outubro 22nd, 2020 Cursos, Todos
 
 

TEORIA QUEER: A CONSTRUÇÃO DOS GÊNEROS

Este curso online, ao vivo, possibilitado a interação em tempo real com os
professores, promoverá 10 horas de aula para que os participantes
possam conhecer mais sobre a Teoria Queer.

Horas/Aula
10h de videoaulas
Início
24.11.2020
Modalidade
EaD ao Vivo
Dias

Novembro: 24; 26
Dezembro: 01; 03; 08
Horário: 19:00 as 21:10

Descrição

Gêneros são biologicamente determinados ou se tratam de construções sociais? A divisão sexual do trabalho é imutável? Campo de estudos em franca expansão, e com características transdiciplinares, a Teoria Queer começou a se desenvolver nos Estados Unidos por volta de década de 1980, a partir de autoras como Judith Butler e Eve Sedgwick, embora suas origens sejam encontradas em estudos da psicologia, psicanálise, antropologia, filosofia e estudos culturais ao longo do século XX. Atualmente, é uma das áreas de reflexão e pesquisa que mais crescem dentro e fora da academia, gerando consequentemente debates acalorados e reações antagônicas: políticas públicas que ampliam direitos e opositores que procuram desqualificar suas teses.

Mas, afinal,  o que é teoria queer? A palavra “queer”, em tradução simples, é o mesmo que “esquisto”. Mas o fato é que já nas primeiras décadas do século XX a expressão foi utilizada pelas pessoas para designar os homossexuais – e depois incorporada pela própria comunidade LGBTQIA+, como bandeira de afirmação e luta. Tudo aquilo que procura questionar a heteronormatividade pode ser incorporado ao guarda-chuva do conceito queer. Ou seja, a expressão já oferece pistas das propostas, que não se resume apenas a um tipo de ativismo social. Ao levar adiante, entre outras influências, as ideias do filósofo francês Michel Foucault, especialmente no livro História da sexualidade, e ampliar o alcance da máxima de Simone de Beauvoir – “Não se nasce mulher, torna-se mulher” –, a teoria queer defende que a orientação sexual e identidade de gênero são construções sociais; não existem, portanto, papeis sexuais biologicamente determinados. Mas este é apenas um ponto de partida para as mais variadas formas de compreensão acerca da temática.

Dividido em quatro módulos, o curso Teoria Queer: a construção dos gêneros apresenta a história, desenvolvimento e principais conceitos desse campo; fala sobre a vida e a obra da filósofa Judith Butler, autora do livro Problemas de gênero, um divisor de águas; debate a recepção desses trabalhos no Brasil e como forma constituídos os campos de pesquisa em nosso contexto sociocultural; e procura também analisar os avanços e retrocessos nos estudos de gênero nos tempos de hoje.  Para tanto, a LabPub escalou um time de professores de primeira linha, entre os quais Larissa Pelúcio, professora de Antropologia da UNESP e pesquisadora do Nucleo de Estudos de Gênero Pagu – Unicamp, e Rafael Cavalheiro, psicanalista e pesquisador, mestre em Psicanálise: Teoria e Cultura pela UFRGS e doutorando em Psicologia Social (UERJ) e em Teoria Psicanalista (UFRJ), com artigos e teses sobre gênero.

Este curso online, ao vivo, possibilitado a interação em tempo real com os professores, promoverá 10 horas de aula para que os participantes possam conhecer mais sobre a Teoria Queer.

Conteúdo

TEORIA QUEER: CONCEITOS FUNDAMENTAIS – 4 horas

Professora  Larissa Pelúcio

  • Breve histórico da teoria queer
  • Origem histórica, etimológica e conceitual do termo
  • Precursores e bases teóricas (Estudos Culturais, Feminismo, Pós-Estruturalismo etc)
  • O gênero enquanto construção social/ Diferenças (e possíveis intersecções) entre sexo biológico, sexualidade e identidade de gênero
  • Michel Foucault e a História da Sexualidade
  • Introdução às obras de Judith Butler, Eve Sedgwick, Gayle Rubin, Paul Preciado, Donna Haraway
  • Recepção na academia e na sociedade, dos grupos de estudos e políticas públicas à reação ultraconservadora
  • Mapa histórico-biográfico e conceitual.

O PENSAMENTO DE JUDITH BUTLER – 2 horas

Professor Rafael Cavalheiro

  • Trajetória de Judith Butler
  • Relevância para a teoria queer e principais ideias
  • Teoria Feminista
  • Pós-Estruturalismo
  • Filosofia política, ética e democracia
  • Sobre seus livros e conferências
  • Autores e autoras com as quais ela dialoga
  • Autores e autoras influenciados pela obra de Butler

ESTUDOS DE GÊNERO E TEORIA QUEER NO BRASIL – 2 horas

Professora Berenice Bento

  • Recepção da teoria queer no Brasil – contextualização histórica, tradução das obras, diálogo teórico e político
  • Informações estatísticas e análise da situação brasileira
  • Feminismo, estudos LGBT+ etc: antecedentes históricos
  • Principais nomes da teoria queer no Brasil: Guacira Lopes Louro, Berenice Bento e Richard Miskolci
  • Cenário acadêmico e social
  • Relação entre as demandas de gênero e as instâncias de Estado e de governo.

ENTRE AVANÇOS E RETROCESSOS: O DEBATE CONTEMPORÂNEO – 2 horas

Professora Berenice Bento

  • A origem e a falácia da “ideologia de gêneros
  • A teoria queer na era do tecnopopulismo ultraconservador
  • Teoria e ação: avanços e retrocessos nas políticas públicas relacionadas à questão de gênero
  • Cenário mundial e estatísticas atualizadas

Temas contemporâneos, desafios e perspectivas.

Bibliografia recomendada

  • BEAUVOIR, Simone de. O segundo sexo. (Nova Fronteira, 2019)
  • BENTO, Berenice. O que é transsexualidade. Primeiros passos (Brasiliense, 2017)
  • BUTLER, Judith. Corpos que importam: limites discursivos do “sexo” (n-1 Editora, 2020)
  • BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade (Civilização Brasileira, 2003)
  • CONNELL, Raewyn; PEARCE, Rebecca. Gênero: uma perspectiva global (nVersos, 2015)
  • FOUCAULT, Michel. História da sexualidade, 4 vol. (Paz e Terra, 2014)
  • LOURO, Guacira L. Um corpo estranho: ensaios sobre sexualidade e teoria queer (Autêntica, 2018)
  • LOURO, GUACIRA L. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista (Vozes, 1997).
  • MISKOLCI, Richard. Teoria queer: um aprendizado pelas diferenças (Autêntica, 2018)
  • MOIRA, Amanda et. al. Vidas trans: a coragem de existir (Astral Cultural, 2017)
  • RUBIN, Gayle. Políticas do sexo. (Ubu, 2018)
  • SALIH, Sarah. Judith Butler e a teoria queer (Autêntica, 2012)
  • SILVA, Jacilene Maria. Identidade de gênero: os atos performáticos de gênero segundo Judith Butler. (Ed.Independente, 2018).

Formas de pagamento

Cartão de crédito: 5 parcelas
Boleto: 3 parcelas
À vista via transferência bancária.- desconto de 10%

Certificado

Todos os participantes que assistirem 75% das aulas ao vivo ou gravadas receberão certificado.

Material de apoio

Todos os alunos poderão baixar o material usado pelos professores nas aulas.

Professoras

BERENICE BENTO

Professora do Departamento de Sociologia (UnB) e pesquisadora do CNPq. Pós-doutorado pela City University of New York (CUNY/EUA/2014). Coordenou o I Seminário Internacional Desfazendo Gênero (2013/UFRN). Além de publicar em periódicos nacionais e internacionais, é autora dos livros “A reinvenção do corpo: gênero e sexualidade na experiência transexual” (Garamond, 2006, 1a. edição; EdUFRN, 2014, 2a. ed.); “O que é transexualidade “ (Coleção Primeiros Passos/Brasiliense, 2012, 2ª. ed.); “Homem não tece dor: queixas e perplexidades masculinas” (EdUFRN, 2013); “Estrangeira: uma paraíba em Nova Iorque” (Annablume, 2016); “Transviad@s: gênero, sexualidade e direitos humanos” (EdUFBA,2015).  Autora do curta metragem “Saharaui: memória e exílio”. Coordena o projeto de extensão  “Retóricas do Poder e Resistëncias/UnB”. Realizada pesquisas na interface de Sociologia e Antropologia, nos temas: colonialidades, estudos queer, direitos humanos e marcadores sociais da diferença (sexualidade, gênero, raça/etnia). Agraciada em 2011 com o Prêmio Nacional dos Direitos Humanos.

LARISSA PELÚCIO

Professora Livre-docente de Antropologia na UNESP, campus Bauru. É mestra e doutora em Ciências Sociais pela UfsCar, com pós-doutorado pela Universidade Paris VIII. É especialista em estudos de gênero, sexualidade e teorias feministas. É pesquisadora do Núcleo de Estudos de Gênero – Pagu (Unicamp).

RAFAEL CAVALHEIRO

Psicanalista, doutorando em Teoria Psicanalítica (UFRJ) e doutorando em Psicologia Social (UERJ). Mestre em Psicanálise: Clínica e Cultura (UFRGS). Pesquisa a obra de Judith Butler, estudos queer, psicanálise, gênero e infâncias.

Quero saber o valor e mais informações do curso





FAÇA SUA MATRÍCULA