Dicas para cursar melhor o EAD

By 6 de maio de 2020 Blog

Dicas para cursar melhor o EAD

Rodrigo Silva é o especialista em computação e internet que dá suporte técnico à LabPub. Essa era para ser uma entrevista mas ele nos presenteou com uma baita duma aula… EAD por escrito!

Leia esta entrevista e guarde o link dela. É coisa para reler sempre que cursar um EAD ou até pensar em produzir algo que envolva a internet. Mais. Nessa entrevista, Rodrigo Silva conta um pouco de sua trajetória no mundo da informática e traça um prognóstico do impacto desta pandemia no uso da rede mundial de computadores.

LabPub – Rodrigo, que dicas você pode dar aos alunos da LabPub sobre a melhor utilização dos recursos das aulas? Quais as questões mais frequentes que chegam até você?

Rodrigo Silva – Entendo que temos duas áreas de atuação que são fundamentais para o bom aproveitamento dos recursos disponibilizados pela LabPub. O primeiro está ligado ao sinal da internet e o segundo ao equipamento utilizado pelo aluno. Vamos para algumas dicas práticas.

Após o início da quarentena e das ações de isolamento social os problemas relacionados à qualidade da internet nas residências aumentaram. Existem algumas ações simples que podem ser tomadas:

  • Tente reduzir a distância de seu computador com o principal roteador wifi de sua residência. Muitas vezes a internet apresenta lentidão, pois a propagação do sinal até seu local de trabalho ou estudos está fraca.
  • Se houver possibilidade conecte seu computador via cabo de rede diretamente no roteador wifi, isso aumentará a estabilidade e a velocidade de sua navegação. Você pode usar um cabo de rede simples que geralmente acompanha os equipamentos que são instalados pelas operadoras ou então adquirir um cabo de rede em lojas de materiais de construção que estão abertos durante a quarentena.
  • Considere o fato de que atualmente muitos dispositivos consomem o mesmo sinal de internet que você está utilizando, por exemplo, smart tvs, smartphones, notebooks, tablets, videogames, dispositivos de smart home como Alexa, da Amazon, entre outros… Isso pode ocasionar um sobrecarga do sinal da internet ou mesmo da wifi. Sendo assim deixe apenas os equipamentos necessários ligados durante as aulas e períodos de estudo.

Você também pode tomar algumas ações no equipamento que você utiliza para acompanhar os conteúdos da LabPub. Nesse caso os problemas estão geralmente ligados ao navegador ou a restrições de navegação impostas por algumas operadoras. Vamos lá:

  • Dê preferência para utilizar o Google Chrome, é o navegador que possui maior aderência as plataformas utilizadas pela LabPub, como Eventials, Canvas e Blox. Não sendo possível utilizar o Google Chrome tente utilizar o Mozilla FireFox
  • Instale um bloqueador de propagandas em seu Google Chrome, ele impedirá que anúncios indesejados apareçam inesperadamente durante suas pesquisas e navegação, nós recomendamos a utilização do Ad Block na loja do Google Chrome. Atualmente já se sabe que boa parte da banda de internet são consumidos por propagandas.
  • Caso você enfrente problemas com o layout das páginas ao acessar os conteúdos da LabPub, tais como, conteúdos abertos pela metade, páginas desconfiguradas, etc. Tente mudar a rede em que você está conectado, você pode tentar fazer um roteamento do seu celular para o computador e depois atualizar as páginas.

Acredito que essas dicas divididas em dois blocos, acesso à internet e equipamento do aluno, podem ser úteis para um melhor desempenho nos acessos aos recursos da LabPub.

LabPub – Conte um pouco de sua trajetória profissional.

Rodrigo Silva – Eu sempre trabalhei com tecnologia, desde o meu primeiro estágio em 1998, já faz um bom tempo rsrsrs… Muita coisa mudou de lá pra cá, inclusive a nomenclatura da área, que anteriormente era chamada de Informática ou Processamento de Dados e hoje é conhecida como Tecnologia da Informação.

Eu comecei minha trajetória como estagiário na escola de informática onde fiz o meu primeiro curso. Passado algum tempo, fui efetivado e assumi a área de manutenção dos computadores da escola. Também desenvolvi o primeiro curso de Montagem e Manutenção de computadores daquela região, foi um sucesso!

Em seguida trabalhei por algum tempo no Grupo Pão de Açúcar e adquiri uma grande experiência com tecnologias voltadas para o comercio varejista. De lá, passei a integrar o time de uma grande empresa de logística, a Transportadora Grande ABC, nessa empresa eu trabalhei por mais de uma década e tive minha maior evolução profissional com a oportunidade de liderar equipes, coordenar projetos e implantar novas filiais. Nela conquistei prêmios, fiz diversos cursos e obtive diversas certificações na área de T.I. Também tive uma passagem por consultorias na área de tecnologia o que me agregou muito valor, abriu minha visão para as demandas crescentes e constantes no mercado de T.I., e também para necessidade de prestadores de serviços capacitados, responsáveis e comprometidos com o cliente.

Em 2016, depois de muito refletir, eu abri minha empresa, a EMBEX Soluções em T.I. Confesso têm sido os quatro anos mais gratificantes de minha jornada profissional. Tenho tido o privilégio de trabalhar em projetos inovadores, dentro e fora do Brasil, com clientes de diversos segmentos e com equipes fantásticas, como é caso da LabPub, que eu atendo desde 2018.

Espero continuar crescendo profissionalmente, sempre aprendendo e sempre desaprendendo, sei que isso é uma constante em qualquer área profissional, e no caso da área de T.I. esse processo é um imperativo.

LabPub – Muita gente tem enfatizado, principalmente nesses tempos atuais, que a internet vai ser ainda mais, digamos, o mundo real. Você vê assim também? A exclusão de quem não pode ter equipamentos de ponta, sempre atualizados, não tende a ser ainda maior? Ou essa desigualdade pode ser contornada de alguma maneira?

Rodrigo Silva – Sim, também vejo dessa forma, muitos seguimentos já estavam passando por uma transformação para o formato online e a pandemia acelerou esse processo. Para muitas áreas esse movimento será irreversível. As relações de consumo, trabalho em equipe, comunicação e prestação de serviços são alguns exemplos. Muitas escolas que ainda não trabalhavam na modalidade online e agora estão usufruindo dos benefícios desse modelo. Já assumem a possibilidade de manter parte da grade curricular no formato EaD, mesmo após restrições de isolamento social. A internet pode sim contribuir de maneira positiva para melhorar fatores socioeconômicos e boa parte da sociedade anseia por isso.

Falando da realidade brasileira, a exclusão tanto pela falta de equipamentos e softwares adequados, acesso à internet de qualidade e principalmente pelo analfabetismo digital já é bem grande. Existe sim uma tendência de aumento dessa exclusão em função da imposição da utilização de novas tecnologias, estamos observando atualmente milhares de pessoas enfrentando sérios problemas para ter acesso aos benefícios emergenciais que estão sendo oferecidos exclusivamente na modalidade online.

O processo de inclusão digital passa necessariamente por três áreas, qualidade da internet, equipamentos e softwares adequados e educação. No índice global geral do The Inclusive Internet Index (Índice Inclusivo da Internet) o Brasil ocupa o 34.º lugar e atualmente o que agrava sua colocação são os altos preços para internet em banda larga, fixa e móvel, os altíssimos preços dos equipamentos e a alfabetização digital.

O caminho para superação dessas dificuldades precisa ser ao mesmo tempo amplo e estrito, ou nacional e local simultaneamente (glocal). Amplo no sentido de que políticas e reformas devem ser implementadas viabilizando educação e acesso em massa a equipamentos e internet de qualidade com preços mais acessíveis. E estrito no sentido de que todos nós podemos compartilhar conhecimento com pessoas que estão adentrando nesse mundo novo do acesso digital, podemos promover soluções simples que geram grandes benefícios, como, por exemplo, ensinar alguém a utilizar determinados aplicativos, dar dicas para que empreendedores comecem a oferecer produtos e serviços pela internet, enfim, conversar e dialogar mais sobre esse tema tão rico que são as possibilidades tecnológicas, um pouco disso que estamos fazendo aqui hoje.

Posts recentes

3 de junho de 2020 in Blog

Entre dias de folia e de revolução

Entre dias de folia e de revolução Eduardo Lacerda, fundador da Editora Patuá, é poeta além de editor. Mas passou a se dedicar muito mais à poesia dos outros do…
Read More
3 de junho de 2020 in Blog

Garantia de entrada no mercado?

Garantia de entrada no mercado? Os cursos à disposição são os mesmos, mas você define suas prioridades, tanto no MBA BOOK PUBLISHING quanto na PÓS-GRADUAÇÃO EM PRODUÇÃO EDITORIAL.                                                                                   por…
Read More
3 de junho de 2020 in Blog

Editor de Aquisição & Revisão de Textos

Editor de Aquisição & Revisão de Textos Mês especial para o aprimoramento de profissionais na LabPub, com esses dois cursos de especialidades fundamentais para as editoras. REVISÃO E PREPARAÇÃO DE…
Read More

Nossos cursos

3 de junho de 2020 in Cursos

Design Thinking para o Mercado Editorial

Design Thinking é uma técnica que permite identificar necessidades, e criar soluções utilizando as ferramentas e os modos de pensar dos designers. Se fundamenta na capacidade humana natural (e treinável)…
Read More
15 de maio de 2020 in Cursos

Formação de Editor de HQ: o trabalho de publicação e venda de histórias em quadrinhos

O mercado de Histórias em Quadrinhos é um nicho com características únicas e para ser um editor de sucesso o profissional precisa desenvolver habilidades específicas. Os profissionais de uma editora…
Read More
7 de maio de 2020 in Cursos

Curso Produção Editorial: Do autor ao leitor – Turma 3

O curso Produção Editorial: do autor ao leitor tem como objetivo formar o produtor editorial, apresentando todas as informações necessárias para entender o processo de confecção do livro e gerir projetos editoriais…
Read More