A editora soprano

By 11 de fevereiro de 2020 Blog

A editora soprano

Mariana Rolier, uma das mulheres mais ativas do meio editorial brasileiro, é conhecida por fazer e ser muitas coisas. Inclusive, uma editora soprano. Para entender tudo isso, conversamos (e cantamos) um pouco.

texto:

Mariana Rolier cria um selo editorial. Mariana Rolier moderniza uma editora. Mariana Rolier por trás de um best-seller. Mariana Rolier agora edita conteúdo em áudio – livro também, em outra plataforma! Mariana Rolier é professora, das coisas do texto às tramas das vendas, de tudo o que é do livro. E isso tudo ainda diz pouco sobre ela.

O currículo da atual publishing manager da Storytel no Brasil e docente da LabPub tem vivências importantes por Ediouro, Leya, Rocco, entre outras casas editoriais. Mas a aura dela irradia sempre o que está por fazer. Inquietação&Atitude. Sabe aquela história da herança não ser o que a gente recebe, mas o que se faz com o que recebe? Pedimos à Cara&Coragem desta edição para contar alguns dos grandes desafios que enfrentou em sua trajetória editorial.

“Ainda que seja editora há vinte anos, estou trabalhando com audiolivro há apenas dois, o que significa que cada projeto é realmente desafiador. Pensar em trazer o texto para áudio sempre me emociona e me traz caminhos diferentes todos os dias. Digo que tenho grandes desafios pela frente, com grandes autores e grandes projetos, mas realmente trazer para o áudio os livros de Agatha Christie foi um processo bastante intenso. Pensar em personagens como Poirot e Miss Marple, e na responsabilidade de fazer com que os leitores exigentes de Christie apreciem a nossa produção me tirou o sono muitas vezes. Contudo, tenho a alegria de trabalhar com uma grande equipe, de pessoas muito apaixonadas, e juntos criamos o processo de texto, capa, licenciamento, marketing, voz, qualidade e execução que são marcas registradas da Storytel. Todos foram essenciais para o projeto e ao fim recebemos grandes elogios da fundação que cuida dos direitos autorais de Christie no mundo. Foi um projeto em equipe e realmente importante para meu crescimento como editora de conteúdo, seja impresso, áudio ou digital. “

Desconfiemos sempre da narrativa de “só sucessos”. Toda grande história tem tropeços e frustrações. Mas eles servem. São alicerce e são mola propulsora também.

“Os livros mais desafiadores da minha carreira foram os que, por algum motivo, acabaram não saindo. Aqueles que levaram anos para preparação e por alguma razão se perderam, todo editor tem uma história dessas. Minha maior frustração foi um projeto, uma mistura de autobiografia e história do cinema brasileiro, com o ator José Wilker. Passei anos ouvindo suas histórias, pensando com ele no projeto ideal, fizemos uma parceria com um grande jornalista que iria auxiliá-lo. Eu sabia que seria um projeto para anos, porque Wilker era complexo e maravilhoso e não poderíamos deixar que nada relevante escapasse. A história do cinema brasileiro se confundia com sua própria história e tenho certeza de que este seria um grande livro. Mas infelizmente fomos interrompidos pela brevidade de sua vida. Meses depois, reuni todos os textos que tínhamos construído e enviei para sua família. Gostaria de ter publicado este livro, mas ainda estava incompleto demais para representar quem realmente era José Wilker.”

Às vezes ela veste camisa e gravata, outras vezes camisetas de rock, no seu criativo e variado repertório de moda&ação. O gosto musical e o visual dessa publisher são ecléticos como seu próprio olhar, pronto para captar o que desejam os leitores (e agora ouvintes de livros). Perguntamos qual banda ela mais gostava na vida e ganhamos uma surpresa de grande alcance:

“Não consigo escolher uma banda, sou fã de um zilhão delas. Posso abrir o espectro musical? Queria ser Maria Callas. Cantar como ela cantava. Um dia entrei na aula de canto e perguntei para a minha professora, uma grande mezzo soprano: ‘Então, quero saber se um dia posso ser cantora de ópera e me apresentar no Municipal.’, e ela ‘Começando aos 38 anos? Dá pra cantar em casa, serve?’ hahaha.”

Posts recentes

18 de fevereiro de 2020 in Blog

Livro: uma questão de oferta

Livro: uma questão de oferta Professor na LabPub, Diego Drumond acredita que a maioria das cidades do Brasil poderia sim ter livrarias, o que ainda não é a nossa realidade.…
Read More
18 de fevereiro de 2020 in Blog

Batendo o ponto e as expectativas

Batendo o ponto e as expectativas Professora no curso GHOSTWRITING & BIOGRAFIA, a escritora Nanete Neves conta a história do livro Batendo ponto, que surpreendeu até os próprios autores, depois…
Read More
18 de fevereiro de 2020 in Blog

Os nove anos da Patuá

Os nove anos da Patuá O aniversário da editora reuniu autores e leitores no bar Patuscada, em São Paulo, que é um dos muitos braços do publisher e poeta Eduardo…
Read More

Nossos cursos

9 de fevereiro de 2020 in Cursos

Fundamentos de Roteiro e Narrativa: Como criar histórias para filmes

Com o objetivo de apresentar esse mundo da direção de cinema e da elaboração de roteiros e da narração de boas histórias, criamos o curso Fundamentos de roteiro e narrativa: como…
Read More
4 de fevereiro de 2020 in Cursos

Ghostwriting & Biografia: Como transformar a história de outro em livro

Personalidades eternizam suas experiências em livro. Com o curso Ghostwriting & Biografia aprenderá a tirar o melhor conteúdo do autor.  Este curso é especialmente voltado para pessoas interessadas em se capacitar como…
Read More
19 de janeiro de 2020 in Cursos

Formação de Editor de Textos: Revisão, preparação e edição de livros originais e traduzidos | Turma 5

O curso tem como objetivo tornar o participante apto a realizar trabalhos de edição de textos, em suas etapas mais importantes: revisão, preparação e edição. O curso oferece aos participantes um…
Read More